MPA denúncia assassinato de liderança do Movimento no Pará


Foto: Arquivos do MPA
Katison era bastante atuante na luta pela terra e pelos direitos dos camponeses.

 

O Movimento dos Pequenos Agricultores (MPA) denuncia o assassinato do companheiro Katison de Souza, militante e líder camponês no Estado do Pará na manhã deste sábado, 2 de junho. Katison saia todos os dias por volta das 6h30 e ia para a casa de seu pai onde trabalhava, no caminho foi abordado e assassinado por vários golpes de facão. O líder camponês foi encontrado à beira da estrada já sem vida em Santa Izabel – PA. 

Katison vinha recebendo ameaças desde o ano passado. “É muito duro saber que a luta pela terra e pelos direitos do campo ainda é marcada com sangue, infelizmente a derrocada que sofremos de nossos direitos democráticos fez esse cenário aumentar”, denúncia Luiz do MPA.

Foto: Arquivos do MPA
Katison na construção do Mutirão da Esperança Camponesa do MPA.

 

Os assassinatos no campo em 2017 bateram novos recordes segundo a CPT [Comissão Pastoral da Terra], atingiu o maior número desde 2003, com 70 assassinatos, o que equivale a um aumento de 15% em relação ao número de 2016. Dentre essas mortes, destaco 4 massacres ocorridos nos Estados da Bahia, Mato Grosso, Pará e Rondônia. Os dados completos ponde ser acessados no site Massacre no Campo organizado pela CPT.

Confira a nota na integra:

 

 

Nota

O Movimento dos Pequenos Agricultores (MPA) vem expressar sua indignação com assassinato do companheiro Katison de Souza militante do Movimento no Estado do Pará.

Katison foi mais uma vítima da violência no campo uma pratica frequente dos “Senhores” que se apropriam das terras e usam como ferramenta para gerar lucro a qualquer custo, mesmo que para isto, tenha que tirar vidas para manter sua estratégia de lucro.

Katison pelo contrário lutava pela terra afim de trazer segurança para seus quatros filhos e companheira, assim como na busca da dignidade dos excluído desta sociedade que lutam pela terra para produzir o pão sagrado de cada dia, para alimentar a esperança daqueles e aquelas que tiram seu sustento.

Queremos justiça e punição aos assassinos e seus mandatários.

Nos roubaram sua presença física companheiro, mas segues vivo em nossos sonhos e lutas Katison. Segues vivo em cada sem-terra, em cada camponês que fazem de suas necessidades a luta legitima por um simples pedaço de chão.

Expressamos nossa solidariedade aos amigos e familiares, e ecoamos o nosso grito por justiça.

A violência e a arma dos ignorantes e dos opressores. Camaradas do Pará e familiares muita fora e solidariedade.

Por nossos mártires: nenhum minuto de silêncio, e sim toda uma vida de luta!

Movimento dos Pequenos Agricultores- MPA 02 de junho de 2018.